COMO MONTAR UM BANHO E TOSA

como-montar-um-pet-shop

 

Entre cães e gatos, o número de animais de estimação no Brasil já é bem maior do que o número de crianças de 1 a 14 anos! São 74,5 milhões de animais para 44,9 milhões de crianças. Segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde, divulgada em 2013 pelo IBGE, há no Brasil cerca de 52,2 milhões de cães e 22,1 milhões de gatos criados em domicílio. Os cães estão presentes em 28,9 milhões de residências, o que equivale a 44,3%. Os habitantes da Região Sul são os que mais criam cachorros, sendo 58,6% dos domicílios com ao menos um animal. Os gatos estão em 11,5 milhões, cerca de 17,7% das residências. A Região Nordeste é a que apresenta as maiores proporções, com 23,6%.

Todos esses bichinhos demanda cuidados, fazendo com que o mercado de banho e tosa não pare de crescer. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), o brasileiro gasta, em média, R$ 390 mensais com seus bichos de estimação. Em 2015, o setor faturou R$ 18 bilhões, um crescimento de 7,6% em relação a 2014. Sem dúvidas, é um setor em alta! Mas ainda falta mão de obra qualificada para suprir toda essa demanda. Bom atendimento, preço justo e instalações agradáveis já não são mais um diferencial. É preciso, além de especialização, cumprir uma serie de regras e, assim, chegamos à nossa primeira questão.

 

PRECISA DE VETERINÁRIO?

banho-e-tosa-precisa-de-veterinario

 

Sim. De acordo com o parágrafo único do art. 2º, presente na Resolução n°1069, de 27 de outubro de 2014, qualquer local que realize serviços de banho e tosa em animais precisa de um Médico Veterinário responsável pelo estabelecimento, além disso, o banho e tosa deve estar devidamente registrado no CFMV/CRMV. O art.7º exige que o técnico supervisione e elabore um manual para as atividades praticadas pelos funcionários do banho e tosa. O artigo também determina que todos os cuidados estéticos, assim como o banho e a tosa devem ser realizados por um profissional capacitado, formado em cursos de banho, tosa e cuidados estéticos. Porém, mesmo que a lei exija a existência de um responsável, ela não determina que o mesmo esteja no estabelecimento durante todo o período, dando a entender que existe a possibilidade de sobreaviso.

 

LEGISLAÇÃO PARA MONTAR UM BANHO E TOSA

legislacao-para-montar-banho-e-tosa

 

Com o aumento do número de estabelecimentos que oferecem banho e tosa, cresce também o número de leis e decretos para regulamentar esse serviço. Tudo para assegurar o bem-estar dos animais de estimação e evitar que eles sejam tratados com negligência, garantindo a tranquilidade de seus donos.

RESPONSABILIDADE CIVIL

Além de manter um Médico Veterinário responsável, o banho e tosa passou a oferecer serviços limitados. Em funcionamento desde janeiro de 2015, a Resolução n°1069 determina que esses locais só podem realizar procedimentos estéticos, além de vender produtos voltados ao universo dos animais de estimação, como shampoos, brinquedos e roupinhas.

A aplicação de vacinas, as cirurgias e os exames devem ser feitos em consultórios ou clínicas especializadas, na presença de um médico veterinário. Além disso, o acesso aos donos dos animais no momento do banho e tosa deve ser liberado. O local também deve ser livre do excesso de barulho, com luminosidade adequada, isento de poluição e protegido contra situações que causem estresse aos animais, garantindo seu conforto, segurança e higiene.

O banho e tosa também deve possuir proteção contra corrente de ar e manter temperatura e umidade adequadas, com espaço suficiente para os animais se movimentarem, de acordo com as suas necessidades. As instalações devem ser seguras, para impedir que os animais fujam, com plano de evacuação em caso de emergência. Já o art. 6º da Resolução determina que a presença de animais com potencial risco de transmissão de doenças seja evitada, e que os animais que necessitem de tratamento, sejam encaminhados a locais adequados, como clínicas e consultórios veterinários.

Existem também algumas leis estaduais que determinam que o banho e tosa precisa realizar os atendimentos em local com vidro transparente. Em outros é obrigatório que os serviços sejam prestados apenas por profissionais capacitados e gravados por câmeras de segurança. O

utra medida é a proibição da utilização de veículos de duas rodas pelo banho e tosa para transportar animais. Cabe a você verificar as leis vigentes na sua cidade.

VIGILÂNCIA SANITÁRIA

De acordo com os critérios básicos da vigilância sanitária, o salão de banho e tosa precisa ser separado do restante do estabelecimento, em perfeitas condições de higiene. O tamanho do local deve ser compatível com o tamanho do animal, com no mínimo 2,70m de altura por 2,70m de largura, provido de ventilação e iluminação natural.

Já o escoamento das águas deve ser ligado diretamente à rede de esgoto. O tanque e/ou banheira necessita de uma caixa de sedimentação, além de não apresentar infiltrações e/ou vazamentos. Piso, parede e teto devem ser impermeáveis, com revestimento lavável (como os azulejos, por exemplo), resistentes aos desinfetantes, sem a presença de trincas, mofo e infiltrações. As instalações elétricas ou hidráulicas devem ser embutidas, protegidas por calhas ou em canaletas externas.

Todos os compartimentos necessitam de ventilação e exaustão, com extintor de incêndio no prazo de validade, preso à parede, ou em cima de suporte próprio no chão. Os equipamentos e materiais permanentes devem apresentar boas condições de higiene e de conservação, bem como seu comprovante de manutenção.

 

ESTRUTURA BÁSICA

estrutura-para-montar-banho-e-tosa

 

Na hora de montar o banho e tosa, é preciso levar em conta a localização do estabelecimento. O fácil acesso e a boa visibilidade são essenciais, da mesma forma que possuir um estacionamento para até 3 carros pode deixar a loja mais atraente. No interior do estabelecimento, o cliente deve se sentir seguro e bem recebido, para isso, é indispensável ter uma boa área de recepção, que será responsável pela primeira impressão, onde o cliente poderá se sentar e esperar o atendimento ou efetuar o pagamento.

Invista em algumas cadeiras, revistas, ar-condicionado e, quem sabe, até uma televisão! Com isso, seu investimento inicial, para abrir um pet shop básico, pode chegar a R$ 30.000. Depois é hora de pensar na área mais importante, onde os procedimentos de banho e tosa serão realizados. Ela precisa estar de acordo com as recomendações da vigilância sanitária e ser suficientemente grande para abrigar animais de pequeno e grande porte.

Comece com uma banheira e uma mesa de dimensões adequadas. Gaiolas e cercados também são indispensáveis, assim como um bom secador, guias para mesa, tesouras, escovas, pentes, máquinas e lâminas de tosa. Mas sobre isso falaremos mais adiante.

 

SUPRIMENTOS INDISPENSÁVEIS

acessorios-para-montar-banho-e-tosa

 

Mantenha sempre cheio o seu estoque de suprimentos! Eles devem ser sempre de boa qualidade, a fim de evitar riscos aos animais, o que poderia acabar com a sua reputação. Comece com o básico, como os shampoos, condicionadores e branqueadores de pelo. Depois, invista em algumas colônias, escovas e cremes dentais, próprios para animais.

Lembre-se de jamais utilizar produtos que não sejam veterinários. Compre lacinhos, gravatas, adesivos com brilho e gargantilhas aos montes, pois eles são baratos e causam ótima impressão.

 

EQUIPAMENTOS NECESSÁRIOS PARA MONTAR UM BANHO E TOSA

A escolha dos equipamentos é um dos momentos mais importantes. O valor de um kit de banho e tosa custa em média R$ 4.000. Ou seja, não é preciso comprar os itens mais caros, mas é indispensável escolher produtos de qualidade, que evitarão gastos exorbitantes em curto prazo. Este post do SEBRAE oferece algumas dicas de sustentabilidade, para economizar ainda mais. Se estiver em dúvidas de por onde começar, comece pela banheira.

 

BANHEIRAS PARA PET SHOP

comprar-banheiras-para-pet-shop

 

A banheira para banho e tosa deve ser resistente, feita de materiais de fácil limpeza, como a fibra de vidro, aço inox ou alvenaria azulejada e de proporções suficientes para comportar animais de diversos tamanhos. Para animais de grande porte, ainda é indicada a presença de uma rampa. É importante lembrar-se de nunca deixar os animais sozinhos dentro da banheira e, no caso de banhos medicamentosos (feitos para tratar doenças de pele), estes devem ser feitos em banheira separada. Caso isso não seja possível, utilize um protocolo de limpeza e desinfecção com produtos específicos.

Para que o animal não escape da banheira, fique sempre atento e, se possível, utilize uma guia, ou “enforcador”. O número de banhos de cada animal depende da raça. O Poodle, por exemplo, deve ser lavado a cada quatro ou seis semanas. Já o Pointer pode esperar até três meses pelo próximo banho.

 

SOPRADORES PARA PET SHOP

comprar-soprador-para-pet-shop

 

Depois do banho é preciso tirar toda a água do pelo do animal. Para isso utilizamos o soprador, um equipamento de pré-secagem, que remove rapidamente 70% do excesso de água com seu jato de vento frio ou morno. Eles são essenciais para reduzir a conta de energia do estabelecimento e têm a função de diminuir o tempo de secagem.

O soprador não é recomendado para animais de pelos longos, pois a força do ar pode embaraçar o pelo. Além disso, é necessária a manutenção periódica desse equipamento, bem como a limpeza dos filtros, que quando sujos podem causar superaquecimento no aparelho.

 

SECADORES PARA PET SHOP

comprar-secador-para-pet-shop

 

Diferente do soprador, o secador para banho e tosa produz jatos de vento quente, para modelar os pelos do animal de maneira prática. Ele é importante para evitar possíveis resfriados e problemas de pele, ocasionados pela umidade dos pelos. Diferente dos secadores comuns, o secador para animais de estimação costuma ser menos barulhento, já que os pets têm ouvidos mais sensíveis. Também costuma vir com 4 temperaturas (morno, quente, médio e temperatura ambiente).

No entanto, é preciso tomar alguns cuidados. Evite utilizar o secador na área dos olhos, pois o contato prolongado do jato quente pode causar lesões nas córneas. Além disso, quando apontado por muito tempo para um mesmo lugar, ele pode causar queimaduras no animal. Em dias mais quentes, o uso dos secadores pode aumentar consideravelmente a temperatura corporal do animal, portanto, evite-o, use-o em temperatura fria, ou substitua-o por uma toalha.

 

MÁQUINAS DE SECAR ANIMAIS

maquina-para-secar-animais-para-pet-shop

 

Se você possui uma grande demanda de animais em seu banho e tosa, a máquina de secar animais pode ser a solução. Ela auxilia na produtividade e aperfeiçoa os processos, já que permite a secagem do pelo de vários pets ao mesmo tempo, depois da pré-secagem. O processo é feito através do funcionamento de turbinas de alto rendimento, que geram vários fluxos de ar em todas as direções, diminuindo o tempo do processo fazendo com que a secagem seja uniforme, mesmo que o animal esteja deitado.

Por mais segura que a máquina seja, é importante ressaltar a importância da presença constante de um profissional qualificado, assim como em todos os processos de lavagem, secagem e tosa. Nunca deixe o animal por muito tempo dentro da secadora, visto que a temperatura dele pode subir excessivamente, causando hipertermia.

Nunca utilize o equipamento em animais com alterações cardíacas ou respiratórias e, no caso de algum animal apresentar desconforto durante a utilização do equipamento, retire-o imediatamente.

 

MESAS DE TOSA

mesa-de-tosa-para-pet-shop

 

A mesa de tosa possibilita que todos os procedimentos que virão a seguir, como a tosa, sejam feitos de maneira prática e higiênica. Uma boa mesa oferece ao tosador mais comodidade, visto que deixa o animal na altura ideal.

Mas é importante garantir que os pets nunca fiquem sozinhos sobre a bancada de tosa, devido ao risco de queda e enforcamento.

ALOJAMENTOS: CANIL E GATIL

comprar-alojamento-Canil-gatil-para-pet-shop

 

Cães e gatos devem aguardar pelo banho em locais distintos. Para isso o canil e o gatil são essenciais. Eles devem ser confortáveis, higiênicos e com boa circulação de ar, principalmente se pets com pelagem muito densa forem alojados. Estes bichinhos podem sofrer desconforto e liberar odores em excesso devido ao calor extremo.

O conforto e o bem-estar são essenciais para evitar o estresse e outros problemas de saúde.

 

MÁQUINAS E LÂMINAS DE TOSA

maquina-de-tosa-para-banho-e-tosa

 

Diferente dos gatos, os cães não se limpam sozinhos e necessitam da ajuda de seus donos para ficarem asseados. Seja por motivos higiênicos ou estéticos, a tosa é um ritual que exige cuidados como o preparo do tosador e a manutenção dos equipamentos. É preciso estar atento também à utilização em partes sensíveis, como verrugas, mamilos e dobrinhas, a fim de evitar ferimentos.

Para a preservação do equipamento, o ideal é que o animal seja tosado somente após a retirada dos nós, banho e secagem do pelo. É necessária uma manutenção diária dos equipamentos bem como idas periódicas à uma assistência técnica para manutenção preventiva. As lâminas são uma parte das máquinas de tosa e, entre um procedimento e outro, é indispensável a sua desinfecção com produtos específicos, a fim de evitar a contaminação e transmissão de doenças entre os animais.

Além disso, cuide sempre da temperatura das lâminas para não causar queimaduras nos cães. Após cada uso elas devem ser limpas, desinfetadas, resfriadas, lubrificadas e conservadas em recipiente fechado para evitar a oxidação, causada pela umidade do ar da sala de banho e tosa. A vida útil de sua lâmina dependerá exclusivamente dos cuidados diários de manutenção.

 

VALE A PENA MONTAR UM BANHO E TOSA MÓVEL?

Vale muito a pena! Com o aumento de estabelecimentos de banho e tosa, cresceu também a escassez de bons pontos comerciais, assim como o preço dos aluguéis. Como alternativa, surgiram os banho e tosa móveis, unidades que funcionam em automóveis adaptados, que vão até o consumidor para prestar serviços.

O investimento inicial para este tipo de negócio pode ser até 60% mais baixo do que o de uma loja comum. Os custos de operação também chegam a 40% menos do que os de uma unidade fixa. Agora só falta saber como montar o seu.

 

COMO MONTAR UM BANHO E TOSA MÓVEL

montar-banho-e-tosa-movel

 

Antes de tudo é necessário que você interaja com as pessoas da sua região para saber se elas estão mesmo necessitando desses serviços, se existem muitos concorrentes e se isso é realmente o tipo de serviço que você deseja montar. Se todas essas condições forem favoráveis, comece o seu negócio com a compra de um veículo especial. Existem empresas especializadas que adaptam esses veículos e instalam equipamentos que dão total autonomia ao banho e tosa móvel, como reservatório de água e gerador de energia, já que o objetivo é não usar os recursos do domicílio dos clientes.

O próximo passo é a plotagem, ela fará com que você fique conhecido por onde passar. A compra de equipamentos também será algo indispensável e você certamente precisará de pelo menos um soprador, uma máquina profissional para tosa, um secador e uma banheira grande.

Cada atendimento vai durar em média 2 horas, portanto você precisa ser ágil. Dependendo da demanda, contrate um funcionário para que possa atender em dobro.

Como não há legislação específica para banho e tosa itinerante e o carro fica estacionado por poucas horas enquanto presta o serviço, não é necessário alvará de funcionamento e inspeção da vigilância sanitária. Porém, no momento de emitir o CNPJ, a empresa deve ser registrada como um banho e tosa convencional, indicando um endereço fixo, que pode ser o da própria residência.

Os maiores riscos para quem atua em um banho e tosa sobre rodas, são os acidentes de trânsito, a possibilidade de roubo e a quebra do veículo. Por isso é importante investir em segurança e deixar a manutenção sempre em dia.

 

FAÇA UM CURSO DE BANHO E TOSA

faca-curso-de-banho-de-tosa

 

A estrela do banho e tosa é o animal de estimação e, por isso, ele deve ser tratado com o maior cuidado, carinho e profissionalismo. Mais do que aparar os pelos, passar shampoo e aplicar lacinhos, o profissional que irá atendê-lo precisa ter total conhecimento sobre os materiais e procedimentos, a fim de evitar possíveis acidentes, além de informar qualquer observação pertinente que fizer no pet.

 

 

Doenças de pele ou machucados, por exemplo, precisam ser imediatamente reportados ao dono, bem como a presença de pulgas ou carrapatos. Para isso, a capacitação é essencial. Obter o máximo de conhecimento sobre as diferentes raças, os tipos de pelagem, apetrechos e máquinas é indispensável para o bem-estar do animal.

Uma opção é fazer um curso online sobre a profissão, já que existem vídeos e aulas que explicam como tudo funciona, fornecendo dicas importantes para quem está começando. Porém, os cursos presenciais ajudam a adquirir experiência e habilidade com cães, gatos e outros pets. Serviços como o corte das unhas, limpeza das orelhas e tosas especiais só serão aprendidos ao vivo.

Esses cursos costumam ter entre 80 e 150 horas de duração. Já o preço pode variar de R$ 360,00 até R$ 3.000, dependendo da duração e nível de aprofundamento. Para começar, é possível buscar conteúdo na internet, que é repleta de vídeos gratuitos.
Em qualquer caso de dúvida, entre em contato conosco. Ficaremos felizes em ajudar!  

Cadastre seu E-mail
Cadastre seu e-mail e receba dicas e produtos para ter um Pet Shop de Sucesso!
Nós odiamos spam. Seu endereço de email não será vendido ou compartilhado com qualquer outra pessoa.

Leia Mais

Deixe um Comentário